segunda-feira, 13 de junho de 2016

Sobre edições imaginárias - A.D. 2230 "edição francesa"



São muitos os relatos de livros imaginários e este é mais um "momento" para a história das edições imaginárias que caberia perfeitamente no Catálogo do Conde Fortsas:

(«...e logo desapareceram do mapa, ou dedicaram-se a outras actividades. A tendência não é específica desse período, pois inclusive durante todo o século passado as conhecidas incursões de Amílcar de Mascarenhas (A.D. 2230),...»
«O que não significa que alguns destes casos (nomeadamente o de Mascarenhas, que teve, pelo menos, uma tradução em francês — talvez por se adequar tão bem à filosofia do Estado Novo), ...»)

Ora segundo o Département Littérature et art, Bibliothèque nationale de France:

«Bibliothécaire 1: Cet ouvrage n'a pas été traduit en français, ni d'ailleurs selon mes recherches dans aucune autre langue.»

Curioso! 

Sem comentários:

Enviar um comentário